VDMFK - Vereinigung der Mund- und Fussmalenden
Künstler in aller Welt, e. V.

Estrutura e objectivos

Estrutura organizacional da APBP

A associação de pintores com a boca e os pés de todo o Mundo é dirigida como uma “cooperativa democrática”. Todos os membros podem participar na forma como é dirigida, e todos são proprietários da associação.
Nem todos pretendem estar directamente envolvidos na gestão do negócio, e de qualquer forma essa solução seria impraticável, por motivos de geografia e saúde. Por isso, os membros escolhem, através de uma votação por correio, delegados para representar os seus interesses.
Os procedimentos de gestão são governados pelos estatutos. Segundo estes últimos, deve ser realizada uma convenção de delegados pelo menos de três em três anos. Na prática, as convenções são muito mais frequentes.
Para efeitos eleitorais, a associação divide o mundo nas seguintes regiões: Europa, África e Próximo Oriente; América do Norte e do Sul; Extremo Oriente; Australásia e Oceânia. Cada região elege um delegado por cada cinco membros.

Vantagens para os artistas

Os artistas beneficiam acima de todo dos objectivos financeiros da associação. Os membros universitários recebem uma bolsa de estudo que os ajuda a melhorar o nível artístico estabelecendo fundos para materiais, propinas, etc.. Desta forma têm meios para se tornarem membros associados ou plenos da associação. Conforme um estudante vai melhorando artisticamente, a respectiva bolsa aumenta.
Quando se considera que um estudante atingiu um nível considerado equivalente ao dos profissionais não deficientes, torna-se membro pleno ou associado.
Significa isso que o membro irá receber um montante mensal vitalício, ainda que a sua deficiência o impossibilite de continuar a fornecer pinturas que a associação possa comercializar.
Desta forma desaparece a maior ansiedade de qualquer artista deficiente: o medo de perder a capacidade de pintar devido à deterioração da saúde, uma vez que o custo da independência para as pessoas portadoras de deficiência é muito elevado. Isto é especialmente válido para quem só consegue viver sozinho com ajudas regulares.
Ser membro da associação permite ao artista concentrar-se na pintura, com a segurança de saber que os negócios estão a ser geridos segundo os seus desejos por profissionais capazes e experientes, libertando-os assim da ansiedade financeira. A associação oferece aos membros a oportunidade de se reunirem, corresponderem e aprenderem uns com os outros. No âmbito das conferências, exposições ou Workshops podem encontrar-se e fazer amizades. Ao longo dos 50 anos da APBP foram realizados inúmeros eventos internacionais desta natureza.